Show simple item record

dc.creatorGabriel, Marina Gomes
dc.date.accessioned2020-07-29T03:11:56Z
dc.date.available2020-07-29T03:11:56Z
dc.date.issued2020-03-10
dc.identifier.citationGABRIEL, Marina Gomes Percepção sobre as fontes de desvios de custos orçados na construção civil e alternativas para sua minimização. 2020. 23 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Engenharia Civil) - Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Recife, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifpe.edu.br/xmlui/handle/123456789/177
dc.description.abstractThe challenge for the execution of a project is increasingly linked to obtaining lower costs without sacrificing quality. Having NBR 15575: 2013 as a quality reference, the work aims to identify sources of budgeted cost deviations with the application of semi-structured interviews to professionals working in production and cost management. It was observed that the cost deviations are located in several elements of the construction, such as the hiring and training of labor and the acquisition of materials, , being necessary that the project and planning consider and provide lower maintenance and replacement costs over the life of the building.pt_BR
dc.format.extent23 p.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.relationALVES, T. C. L. Diretrizes para a gestão dos fluxos físicos em canteiros de obras – Proposta baseada em estudos de caso. Dissertação de Mestrado. Programa de PósGraduação em Engenharia Civil. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2000. AMBROZEWICZ, P. H. L., 2003. Qualidade na prática: Conceitos e Ferramentas. Curitiba: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional do Paraná, 2003. AVILA, A. V.; JUNGLES, A. E. Gerenciamento na construção civil. Chapecó: Argos, 2006. BERNHOEFT, L. F.; GUSMÃO, A. D.; TAVARES, Y. V. P. Influência da adição de resíduo de gesso no calor de hidratação da argamassa de revestimento interno. Ambiente Construído On-line version https://doi.org/10.1590/S1678-86212011000200013. ISSN 1678- 8621. Ambient. constr. (Online) vol.11 no.2 Porto Alegre Apr./June 2011. CAMPOS, L, M. de Souza, SGADA — Sistema de gestão e avaliação de desempenho ambiental: uma proposta de implementação. Tese de doutorado - UFSC, 2001. CAMPOS, V. F. TQC - Controle da Qualidade Total (no estilo japonês). Belo Horizonte, Fundação Cristiano Ottoni: Bloch Editores, 1992. CARDOSO, L. R. A. Metodologia de avaliação de custos de inovações tecnológicas na produção de habitações de interesse social. São Paulo, 1999. Tese (Doutorado). Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. CARDOSO, L. R. A. Planejamento, gerenciamento e controle de obras. In: Ações integradas de urbanização e assentamentos precários. 2.ed. São Paulo: Ministério das Cidades/ Aliança das Cidades, 2010. p. 279-318. CARDOSO, R. S. Orçamento de obras em foco: um novo olhar sobre a engenharia de custos. 2.ed. São Paulo: Pini, 2011. CAVALLI, A. F.; DOTAF, T. S. Avaliação da degradação do concreto divido à contaminação das águas por esgoto doméstico. Trabalho de Conclusão de Curso (PósGraduação em Patologias nas Obras Civis) – Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2008. COÊLHO, R. S. A. Método para estudo da produtividade da mão-de-obra na execução de alvenaria e seu revestimento em ambientes sanitários. Comissão de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica. Universidade Estadual de Campinas. São Luís, 2003. Edificações Habitacionais — Desempenho Parte 1: Requisitos gerais (ABNT NBR 15575- 1_2013) FORTUNATO, C. Acerte na compra do material de construção. Revista do ZAP, 2015. GEHBAUER, F. et al. Planejamento e gestão de obras: um resultado prático da cooperação técnica Brasil-Alemanha. Curitiba: CEFET-PR, 2002. ISBN 85-7014-018-5. LOTURCO, B., 2014. Soluções de projeto – Com remuneração e ferramentas de comunicação adequadas, desenvolvimento de projetos é recurso importante para aumentar a produtividade na execução de empreendimentos. Revista Construção Mercado 158, 2014. p.38. MACHADO, E. A.; CLEMENTE, A.; SANTOS, A. R.; ARAÚJO, A. M. P. Estratégias e práticas de gestão de custos: investigação empírica na indústria da construção civil do Estado do Paraná. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 8. São Paulo, 2008, Anais... São Paulo: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, 2008. MATTOS, A. D. Planejamento e controle de obras. São Paulo: Pini, 2010. MATUTI, B. B.; SANTANA, G. P. Reutilização de resíduos de construção civil e demolição na fabricação de tijolo cerâmico – uma revisão. Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org. ISSN:2238.1910. Scientia Amazonia, v. 8, n.1, E1-E13, 2019. MUIANGA, E. A. D. Fatores que desencadeiam desvios de custos e prazos: Estudo no subsetor edificações de Moçambique. Campinas, 2015. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas. NAKAGAWA, M. Gestão Estratégica de Custos: Conceito, sistemas e implementação. São Paulo, Atlas, 1993. 112 p. NEVES, C. M. M. Alguns aspectos que interferem na implantação de melhorias e inovações tecnológicas na produção do edifício. ENTAC 95, Artigo Técnico.Rio de Janeiro: 1995.6p. OLIVEIRA, Caminha Barros de. Gerenciamento de processos na indústria da construção civil: um estudo de caso aplicado no processo de revestimento interno cerâmico. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de ProduçãoUniversidade federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1998. PERGHER, I.; RODRIGUES, L. H.; LACERDA, D. P. Discussão teórica sobre o conceito de perdas do Sistema Toyota de Produção: inserindo a lógica do ganho da Teoria das Restrições. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas – PPGEPS/UNISINOS. Gest. Prod., São Carlos, v. 18, n. 4, p. 673-686, 2011. PICCHI, F. A. Oportunidades da aplicação do Lean Thinking na construção. Revista Ambiente Construído, v.3, n.1, p7-23, jan./mar. 2003. Porto alegre: ANTAC, 2003. ISSN 1415-8876. ROSA, F. P. Perdas na construção civil – Diretrizes e ferramentas para controle. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Civil - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2001. SANTOS, A. P. L.; JUNGLES, A. E. Como gerenciar as compras de materiais na construção civil: diretrizes para implantação da compra pró-ativa. 1.ed. São Paulo: Pini, 2008. SHINGO, S. O Sistema Toyota de produção: do ponto de vista de engenharia de produção. Porto Alegre: Bookman, 1996a.pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectConstrução civilpt_BR
dc.subjectRedução de custospt_BR
dc.subjectPlanejamento de obraspt_BR
dc.titlePercepção sobre as fontes de desvios de custos orçados na construção civil e alternativas para sua minimizaçãopt_BR
dc.title.alternativePerception on the sources of budgeted cost deviations in civil construction and alternatives for its minimizationpt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0692133830232930pt_BR
dc.contributor.advisor1Carvalho, Márcio Santana de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0214351148138546pt_BR
dc.contributor.referee1Cunha, Annielli Araújo Rangel
dc.contributor.referee2Santana, Clóvis Veloso de
dc.contributor.referee3Silva, Elaine Cristina da Rocha
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0734771077065536pt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7987864581105238pt_BR
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/8057680866618904pt_BR
dc.publisher.departmentRecifept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL::CONSTRUCAO CIVILpt_BR
dc.description.resumoO desafio para a execução de um empreendimento está cada vez mais ligado à obtenção de menores custos sem o sacrifício da qualidade do projeto proposto. Tendo a NBR 15575:2013 como referência de qualidade, o trabalho objetiva identificar origens de desvios de custos orçados através da aplicação de entrevistas semi-estruturadas a profissionais atuantes na gestão da produção e de custos. Foi observado que os desvios de custos estão situados em diversos elementos da construção, como a contratação e treinamento da mão-de-obra e a aquisição de materiais, sendo necessário que o projeto e o planejamento considerem e propiciem menores custos de manutenção e reposição ao longo da vida útil da edificação.pt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record